Consultório Alphaville

Barueri - São Paulo

Consultório São Paulo

Vila Madalena - SP

Título

Autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et dolore feugait.

Arquivo de categoria Psicologia

Eu aprendi

Eu aprendi …que ter uma criança dormindo nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo;

Eu aprendi… que ser gentil é mais importante do que estar certo;

Eu aprendi… que nunca se deve negar um presente a uma criança;

Eu aprendi… que eu sempre posso fazer uma oração por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma;

Eu aprendi… que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo idiota como você para se divertir junto;

Eu aprendi…que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender;

Eu aprendi… que se eu tivesse tido passeios simples com meu pai em volta do quarteirão nas noites de verão quando eu era criança, maravilhas aconteceriam comigo quando me tornei adulto;

Eu aprendi… que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos;

Eu aprendi… que dinheiro não compra “classe”;

Eu aprendi… que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular;

Eu aprendi… que debaixo da “casca grossa” existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada;

Eu aprendi… que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa?

Eu aprendi… que ignorar os fatos não os altera;

Eu aprendi… que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você;

Eu aprendi… que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas;

Eu aprendi… que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu;

Eu aprendi… que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso;

Eu aprendi… que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;

Eu aprendi… que a vida é dura, mas eu sou mais ainda;

Eu aprendi… que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.

Eu aprendi… que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar;

Eu aprendi… que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las;

Eu aprendi… que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência;

Eu aprendi… que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;

Eu aprendi… que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando;

Eu aprendi… que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte;

Eu aprendi… que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.

Escrito por H. Jackson Brown Jr e adaptado por mim!

Concluir etapas

Nos dias de hoje, é muito comum ver pessoas deixando coisas que “ainda” não deram certo para seguir em frente, buscando outras que deem. Esse desapego não é todo ruim, mas também, é importante dizer que não é todo bom.

 Vivemos em um período em que as relações são frágeis, os sentimentos são frágeis, o intelecto muito pouco desenvolvido e o culto ao corpo cada vez mais exaltado. É o momento do agora, e somente o agora. Não importa o que vai acontecer, não importa quem eu vou magoar, não importa se vou ferir alguém, o que importa mesmo é o meu próprio prazer.

 É claro que isso é velado, pois não é politicamente certo dizer tudo o que se pensa, afinal, o que vão pensar de mim? Como as pessoas me verão? Como eu realmente sou? Não.. Não dá… Então preparamos nossos discursos politicamente corretos, vestímo-nos deles e vamos à rua, afinal, o agora é o mais importante… e ser visto como alguém politicamente ativo e correto é fundamental para conseguir “pegar todas” ou “todos”.

 O resultado disso é sentido imediatamente, pois as pessoas que estão à nossa volta, verdadeiramente não estão, os amigos, bem, os amigos não são nossos amigos, mas sim do que temos. São amigos dos nossos bens e do nosso status, se é que isso é um status.

 É importante concluirmos etapas. Se não vê mais sentido em uma relação, termine de forma digna, sem machucar ninguém. Se não vê mais sentido no trabalho que está desenvolvendo agora, então vá atrás de outro, mas enquanto estiver nesse, honre seu compromisso até o fim. Respeite os mais velhos, afinal, viveram mais que você e, mesmo que pareçam antiquados, são mais velhos e isso já é o suficiente para serem respeitados. Respeitem os mais novos, é bem provável que eles estão se espelhando em você para a definição de seu próprio caráter.

 Ninguém vive sozinho, ninguém é suficientemente capaz de viver sozinho.

O mundo não está à venda… as pessoas não devem se compradas, mesmo que se coloquem à venda.

 Pensa nisso! A lei do retorno está ai… Eu mesmo a experimento diariamente!

 E para terminar, deixo um pensamento de Einstein:

“Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta.” Albert Einstein

Transtornos Mentais: Ansiedade

Transtornos mentais estão em alta nos dias de hoje, tratam-se de alterações no funcionamento da mente. Essas disfunções podem afetar qualquer pessoa sem levar em consideração classe social, credo, cor, idade e, geralmente, são provocados por complexas alterações do sistema nervoso central.

Existem diversos tipos de transtornos mentais, que são classificados em tipos, e alguns dos mais comuns incluem aqueles relacionados à ansiedade, depressão, alimentação, personalidade ou movimentos, por exemplo. Nesse post falarei sobre a Ansiedade!

Ansiedade

Os transtornos de ansiedade são muito comuns, presentes em cerca de 1 a cada 4 pessoas que vão ao médico. Eles são caracterizados por uma sensação de desconforto, tensão, medo ou mau pressentimento, que são muito desagradáveis e costumam ser provocados pela antecipação de um perigo ou algo desconhecido.

A ansiedade é uma emoção normal do ser humano, comum ao se enfrentar algum problema no trabalho, antes de uma prova ou diante de decisões difíceis do dia a dia. No entanto, a ansiedade excessiva pode se tornar uma doença, ou melhor, um distúrbio de ansiedade.

Pessoas que sofrem de distúrbios de ansiedade sentem uma preocupação e medo extremos em situações simples da rotina, além de alguns sintomas físicos, o que atrapalha suas atividades cotidianas, já que eles são difíceis de controlar.

A ansiedade é algo muito próximo da preocupação. E preocupação nada mais é do que um aspecto do medo, e o medo é um sentimento projetivo, onde, embora pareça que tenha fundamento, normalmente são criados a partir de desconfianças e suposições existentes em nossa mente. Todos esses componentes são necessários para a nossa evolução e sobrevivência; o que não pode ocorrer é um exagero de qualquer um deles.

O tempo prolongado de ansiedade aumenta o nível de tensão e o estresse interno e pode levar ao surgimento do medo específico ou até mesmo irreal.

Alguns dos sintomas da ansiedade:

  • Constante tensão ou nervosismo
  • Sensação de que algo ruim vai acontecer
  • Problemas de concentração
  • Medo constante
  • Descontrole sobre os pensamentos, principalmente dificuldade em esquecer o objeto de tensão
  • Preocupação exagerada em comparação com a realidade
  • Problemas para dormir
  • Irritabilidade
  • Agitação dos braços e pernas.
  • Dor ou aperto no peito e aumento das batidas do coração
  • Respiração ofegante ou falta de ar
  • Aumento do suor
  • Tremores nas mãos ou outras partes do corpo
  • Sensação de fraqueza ou cansaço
  • Boca seca
  • Mãos e pés frios ou suados
  • Náusea
  • Tensão muscular
  • Dor de barriga ou diarreia.

Se está apresentando mas de três desses sintomas, procure um psicólogo que poderá auxiliá-lo nesse processo de cura!

Agende uma consulta aqui